Páginas

quinta-feira, 31 de maio de 2012


AGENDA DAS BIBLIOTECAS - JUNHO


Já está disponível em versão online a agenda com a programação de junho das Bibliotecas Públicas de São Paulo

CURSOS

O despertar do contador de histórias
Com Simone Grande e Kelly Orasi
O mini curso tem por objetivo apontar caminhos para a arte da narrativa; levantando questões, propondo exercícios, incentivando a pesquisa e finalizando com uma roda de histórias com os participantes. Público alvo: contadores de histórias, professores e interessados.
Carga horária: 24h.
Vagas limitadas. Inscrições na Biblioteca a partir de 1 de junho.
Aos sábados, das 9h às 16h, de 16 a 30 de junho. BP Narbal Fontes.

Circus – A Nova Tournée. Circo de Bonecos.

TEATRO

Circus – A Nova Tournée
Circo de Bonecos
No picadeiro de um cirquinho mambembe, dois saltimbancos apresentam números circenses inusitados para divertir e entreter a platéia. Livre.
2 de junho (sáb) – 16h – BP Hans Christian Andersen
6 de junho (qua) – 14h30 – Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá
Grupo 59
Da obra de Jorge Amado, o espetáculo narra a história do amor impossível entre um gato mal humorado e uma linda e amigável andorinha. +6.
3 de junho (dom) – 11h – BP Cora Coralina
Capitães da Areia
Grupo Trapiche
Adaptado da obra do escritor Jorge Amado, o espetáculo possui a mesma trajetória do livro e retrata a realidade das diferenças sociais. +14. 60 min.
6 de junho (qua) – 19h – BP Alceu Amoroso Lima

CINEMA


Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças
Mostra “Os grandes roteiros”
1 (sex) – 15h – Brilho eterno de uma mente sem lembranças
2 (sáb) – 19h – Casablanca
3 (dom) – 16h – Fargo
3 (dom) – 18h – Poesia
Sessão Nostalgia
06 (qua) – 19h – Horizonte Perdido
Sessão Infantil
02 (sáb) – 16h – Vida de Inseto

Uma Mente Brilhante

Biblioteca Pública Viriato Corrêa

Mostra “A escola vai ao cinema”
1 (sex) – 16h – Com mérito
1 (sex) –18h – Elefante
2 (sáb) – 16h – Curtindo a vida adoidado
2 (sáb) – 18h – Entre os muros da escola
3 (dom) – 18h – Uma mente brilhante
Sessão infantil
3 (dom) – 16h – Aladdin

Biblioteca Pública infantojuvenil Monteiro Lobato

Sessão infantil
5 (ter) – 15h – A era do gelo

ARTES NA RUA

Balaio de Dois joga o jogo dos afetos
Com Balaio de Dois
O poeta Paulo Netho e o músico Salatiel Silva vão jogar com o público o jogo feliz dos afetos para despertar estados de infância adormecidos - coisa que só é possível graças à boa música e às palavras criadeiras. Livre.
1 de junho (sex) – 12h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Luso. Zona Sul.
2 de junho (sab) – 13h – _Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Ramala. Zona Sul.
5 de junho (ter) – 11h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Orion. Zona Sul.
6 de junho (qua) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim D’Abril. Zona Oeste.
Entre na Roda
Com Girasonhos
Espetáculo interativo em que as crianças ouvem histórias populares cantadas e participam de brincadeiras cantadas e dançadas da cultura popular brasileira. Livre.
1 de junho (sex) – 12h20 – Ônibus-biblioteca Roteiro Grajaú. Zona Sul.
3 de junho (dom) – 13h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim São Savério. Zona Sul.
6 de junho (qua) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Vila São José. Zona Sul.

Abre a roda e deixe a história entrar. Núcleo Educatho.
Abre a roda e deixe a história entrar
Com Núcleo Educatho
Quatro atores-músicos realizam um cortejo, conduzindo os espectadores até o local onde será narrada uma história. Livre.
1 de junho (sex), 14h – Ônibus-biblioteca Roteiro Vila Icaraí.Zona Norte.
2 de junho (sáb), 11h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Camargo. Zona Leste.
3 de junho (dom), 14h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Cidade Pirituba. Zona Norte.
5 de junho (ter), 12h – Ônibus-biblioteca Roteiro Cidade Líder. Zona Leste.
6 de junho (qua), 10h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Tremembé. Zona Norte.
7 de junho (qui), 12h – Ônibus-biblioteca Roteiro São Miguel Paulista II. Zona Leste.
Mediação de Leitura
Mediadores de leitura estarão à disposição do público para leitura de diversas obras literárias.
1 de junho (sex) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Vila Santo Estéfano. Zona Sul.
6 de junho (sáb) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Helena. Zona Leste.
7 de junho (qui) – 11h – Ônibus-biblioteca Roteiro Vila Stéfani. Zona Sul.
Palhaços
Com Grupo Forças Amadas
A arte faz um convite para um encontro em um ônibus que em vez de transportar pessoas, transporta histórias e palhaços. Livre.
5 de jun (ter), 14h – Ônibus-biblioteca Roteiro Parque Novo Mundo. Zona Norte.
7 de jun (qui), 14h – Ônibus-biblioteca Roteiro Capão Redondo. Zona Sul.
Música e poesia ao ar livre
Com Grupo Vocal Carpe Diem
Grupo de música vocal com seis integrantes, regido por Beto Rodrigues, interpreta canções entrelaçadas com poesia. Livre.
3 de junho (dom) – 14h – Bosque da Leitura Parque Cidade de Toronto

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Hoje é dia de história!
Com Cia A Hora da História, formada por Natália Grisi e Camila Cassis.

Mediação de leitura com contos e poesias de renomados autores brasileiros e mundiais, e narração de histórias com música e muita interação. 5 de junho (ter) – 10h – Ponto de Leitura Praça do Bambuzal. Para conferir mais atividades de literatura, clique na imagem.
blogger custom facebook twitter
©2012 BibliotecasSP | Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas. Secretaria de Cultura. Prefeitura de São Paulo | www.bibliotecas.sp.gov.br

Powered by Mad Mimi®



CORREÇÕES: ARTES NA RUA

Entre na Roda
Com Girasonhos
De: 3 de junho (dom) – 13h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim São Savério. Zona Sul
Para:3 de junho (dom) – 13h – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Climax. Zona Sul 

Mediação de Leitura

De: 1 de junho (sex) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Vila Santo Estéfano. Zona Sul. .
Para:  1 de junho (sex) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Reimberg. Zona Sul


De: 6 de junho (sáb) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Helena. Zona Leste.
Para: 6 de junho (qua) – 12h30 – Ônibus-biblioteca Roteiro Jardim Helena. Zona Leste.

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento

quarta-feira, 30 de maio de 2012

De Mão em Mão


Terminais de ônibus distribuem livros  gratuitamente em SP

Serão distribuídos 40 mil exemplares.

Quiosques funcionam de segunda a sábado.

Do G1 SP
1 comentário
Quatro terminais de ônibus de São Paulo oferecem livros para os passageiros gratuitamente. O objetivo do projeto “De mão em mão” é estimular a leitura e a formação de leitores. Serão distribuídos 40 mil livros – 20 mil “Contos paulistanos”, de Antônio de Alcântara Machado, e outros 20 mil de “A nova Califórnia e outros contos”, de Lima Barreto. Após a leitura, as obras podem ser entregues nos pontos de devolução.

Os livros são distribuídos nos terminais Mercado, Santo Amaro, Pirituba e A. E. Carvalho. Os quiosques ficarão abertos de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h; e aos sábados, das 10 às 18h. A distribuição de livros nos terminais de ônibus da capital começou no ano passado, quando foram entregues 11 mil exemplares da "Missa do Galo", de Machado de Assis.
O projeto “De mão em mão” é uma parceria entre a Editora Unesp, a Prefeitura de São Paulo e a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.
Serviço
- Terminal Mercado - Av. do Estado, 3.350 – Centro (ao lado do terminal Parque D. Pedro II)
- Terminal Santo Amaro - Av. Pe. José Maria, 400 (ao lado da estação Largo 13 da Linha 5-Lilás do Metrô)
- Terminal Pirituba - Av. Dr. Luís Felipe Pinel, 60 (ao lado da Estação Pirituba da Linha 7-Rubi da CPTM)
- Terminal A. E. Carvalho - Av. Imperador, 1.401 - Itaquera


Fonte:
Até a próxima parada!

Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento

sábado, 26 de maio de 2012

Agradecimentos ao Klaivesson


Obrigado pelas palavras e pelos bonitos desenhos!
O Ônibus-Biblioteca, os livros, a leitura, a ilustração, a arte, já estão no imaginário de Klaivesson!

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento

segunda-feira, 21 de maio de 2012

CASA DOS CORDEIS



 CARAVANA DO CORDEL





Feira do cordel

em 26/05(sab) a partir de 11h

A Caravana do Cordel é um projeto coletivo, construído por Poetas Populares nordestinos radicados em São Paulo. A Caravana busca reforçar o valor itinerante da poesia popular em suas múltiplas manifestações. Integram o movimento cordelistas, repentistas, xilógrafos, músicos, pesquisadores e entusiastas da poesia popular. No dia, a Caravana do cordel, apresentará muita poesia e música, feitas pelos participantes do grupo e demais convidados. Haverá a "feira de cordéis", com folhetos, xilogravuras, CDs, DVDs, livros, e muito mais. E, no ensejo, a "Casa dos cordéis" estará realizando um almoço "tipicamente" nordestino. Presença garantida dos "Conhecidos" Poetas Populares Nordestinos: João Gomes de Sá, Pedro Monteiro, Nando Poeta, Cacá Lopes, Josué Gonçalves, Cleusa Santo, Aldy Carvalho, Eufra Modesto, e, Varneci Nascimento. Saiba como chegar à Casa dos cordéis, acesse: http://www.boscomaciel.com.br/instituto.html













clique para ampliarJoão Gomes de Sá


nasceu em Água Branca, no sertão alagoano, no dia 9 de maio de 1954, e mora em São Paulo. É formado em Letras (Português-Inglês) pela Universidade Federal de Alagoas. Em 1977, trabalhou como bolsista da Funarte no Museu de Antropologia e Folclore Dr. Théo Brandão, quando conheceu as manifestações de cultura espontânea de seu povo. E é por isso que, volta e meia, o que escreve revela a influência do folclore da região. Morando em São Paulo há algum tempo, além de suas atividades como professor de Português, dá orientações técnicas sobre o folclore. Utilizando elementos da cultura popular, escreveu e editou Ressurreição do boi, Canto guerreiro e Meu bem-querer e os cordéis A briga de Zé Valente com a Leide Catapora e A luta de um cavaleiro contra o Bruxo Feiticeiro.


clique para ampliarPedro Monteiro


Pedro Monteiro é um danado. Depois de visitar o universo dos heróis picarescos com Chicó, o Menino das Cem Mentiras e João Grilo, um Presepeiro no Palácio, Pedro se volta, agora, para cenários e personagens que fazem lembrar as Mil e Uma Noites. Mas não nos enganemos: O Triunfo do Poeta no Reino do Cafundó – lançado recentemente pela Luzeiro – integra o mesmo rol dos anteriores, embora, aqui, o burlesco não se revele de imediato e, mesmo no final, só seja percebido por olhares mais perspicazes. As estrofes do introito demonstram que a literatura é a soma do talento individual à capacidade de garimpar no inconsciente coletivo


clique para ampliarNando Cordel


nasceu em Natal-RN, a 05 de Novembro de 1962.Filho de Manoel Soares dos Santos e Cleonice Soares dos santos.Formado em Ciências sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.É militante do Partido Socialista Dos Trabalhadores Unificado(PSTU). Atualmete reside em São Paulo onde tem levado o cordel como instrumento facilitador de discussão. Editou, pela Casa do Cordel os folhetos "Bush e Obama" e a "Peleja da CUT com a CONLUTAS". Dados Biográficos Nando Poeta é como Fernando Antonio Soares dos Santos,nascido em Natal-RN, a 05 de novembro de 1962, assina as suas obras. Filho deManoel Soares dos Santos e Cleonice Soares dos Santos. Formado em CiênciasSociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, professor deSociologia engajado nas lutas sociais.Reside atualmente em São Paulo onde temusado a poesia de cordel como instrumento na construção de uma sociedade semexplorado e exploradores. Pela Editora Luzeiro publicou A turrbulência econômica;Mulheres em Luta;Primeiro de Maio:Dia Internacional de Luta dosTrabalhadores;Assédio Moral é Crime;Educação não é mercadoria;A Arte deLutar.Em parceria com Varneci Nascimento escreveu Homossexualidade:História eLuta e Serviço Social: 30 anos do Congresso da Virada. Tem outros trabalhos lançados pela Casa do Cordel de Natal.


clique para ampliarCacá Lopes


é sinônimo de quem venceu as intempéries da vida pelo suor e inspiração. Como apresenta uma paralisia no braço esquerdo, desenvolveu um modo peculiar e inédito de tocar violão, colocando-o no colo e teclando-o como se fosse um piano. Ele se considera um vencedor, por ter uma técnica tão “incomum”, o que faz de suas músicas tão especiais. Cacá Lopes começou sua trajetória em 1984, com o lançamento de um compacto simples, com as músicas “Brilhar” e “Você Que Sonha”, de sua autoria, onde só foram feitas mil copias. Esse disco foi gravado no Estúdio Mosh em São Paulo, que na época ainda não era o top que é hoje, e teve produção de Hélio Santistebam do Grupo Pholhas. A consciência cultural foi adquirido aos poucos, quando começou a participar do Movimento Cultural do Bairro, e a militar nos movimentos populares, nas questões sociais. Com o passar do tempo, foi assumindo uma identidade artística, vindo a optar depois pela unificação da música e a literatura de cordel, na cultura popular.


clique para ampliarJosué Gonçalves


A editora Luzeiro lança mais um cordel de Josué Gonçalves, que já tem cinco trabalhos por esta casa publicadora. Josué se embrenhou pelo mundo da literatura faz um tempo, todavia foi descoberto pelo cordel, arte pela qual ele se encantou e afirma ser seu estilo de vida. Veja a primeira estrofe:


Numa tarde nebulosa
De melancólico inverno,
Um ônibus enlameado,
Como se viesse do inferno,
Atravessa um nevoeiro,
Trazendo um homem de terno.


clique para ampliarCleusa Santos


Autora da obra RINO O RATO QUE ROEU A ROUPA DO REI DO ROMA Um cordel de autoria da poetisa Cleusa Santo, uma paulista que encontrou nessa literatura a maneira de se comunicar com o mundo e tem semeado a poesia onde quer que vá. RINO O RATO QUE ROEU A ROUPA DO REI DO ROMA é a sua obra contemplada pelo Prêmio Mais Cultura – Edital Patativa do Assaré – 2010. A obra foi ilustrada por Anderson Siqueira. SINOPSE DA OBRA: Rino não aceita a sua condição de rato pobre e por isso planeja viver dias melhores. Numa cartada de mestre conseguiu chamar a atenção do rei. O que ele terá feito? Como conseguiu a proteção do monarca? Como passou a viver depois de conhecer a majestade? Descubra todas essas respostas lendo mais este cordel...


clique para ampliarAudy Carvalho


mescla e condensa, de maneira particular, o seu universo de origem, o nordeste. A paisagem nordestina em canções, resulta um interessante diálogo entre o Sertão, que mistura as mazelas Euclidianas, o colorido sonoro de Guimarães Rosa, a alegria farsesca de Ariano Suassuna e o meio urbano, cujo eixo é a temática universalizada de Manuel Bandeira. Gravou os Cd`s “Redemoinho” e “Alforge”. Se apresentou noProjeto FUNARTE –SP (Sala Guiomar Novaes); Projeto FUNDARPE –PE; Teatro de Santa Isabel em Recife PE; São João em Petrolina – PE dentre outros.


clique para ampliarEufradisio Modesto


Ccomeça a contar um causo, o público, seja ele de jovens, crianças ou adultos, entra numa espécie de transe. Até o momento do ápice, quando eclode um imenso coro de gargalhadas e, claro, muitos aplausos. Como um espírito que vem sem avisar, Eufra encarna um matuto. Suas mãos, sua face e sua expressão corporal revelam o grande artista que é, fascinando o público a cada movimento. “É sem dúvida o maior contador de causos da atualidade”, afirma o folclorista Bosco Maciel, de Guarulhos. Para o escritor e cordelista Costa Sena, “de São Paulo ao Ceará não há declamador e contador de causos com a performance de Eufra Modesto”. Afinadíssima, sua voz de trovão é marca registrada. Acompanhada de seu violão, dá nova roupagem a músicas de Geraldo Azevedo, Zé Geraldo, Elomar Figueira, Vital Farias, Renato Teixeira, Luiz Gonzaga, Alceu Valença, Luis Vieira, e outros, encantando a platéia. Qualquer que seja sua performance, estarão lá a música, a poesia, o teatro e um bocado de graça. Eufraudísio Modesto é nascido na Bahia e há 40 anos vive em São Paulo. É músico, compositor, ator, cordelista, pesquisador da cultura popular e mestre de capoeira. No show Causos, Cantigas e Canções, Eufra faz um resumo de sua trajetória, resgatando o grande valor da sabedoria popular com contos, causos, versos, trava-línguas, cantigas de roda, anedotas e música brasileira da melhor qualidade.


clique para ampliarVarneci Nascimento


nasceu em Banzaê – BA em abril de 1978, filho de Aloncio Chaves e Rita Evangelista. Formado em História pela (UEPB) é autor de mais de 200 folhetos de Cordel. Profere palestras sobre a arte do cordel em universidades, associações, escolas, bibliotecas e casas de cultura. Publicou mais de 50 títulos, entre os quais citamos: Pela Luzeiro editou: UM CORNO PRA CADA DIA DO MÊS; O MASSACRE DE CANUDOS; O JOVEM ENCARCERADO E O CORDEL ENCANTADO, VISITA DE LAMPIÃO A PADRE CÍCERO NO CÉU, A MORTE E A JUSTIÇA; CANGAÇO UM MOVIMENTO SOCIAL; PELEJA DE ALONCIO COM DEZINHO; PERFIL DO POLÍTICO BRASILEIRO e DEZ MANDAMENTOS DO PREGUIÇOSO; A JUSTIÇA E A DEFESA, ALMA MERCENÁRIA, 12 CONSELHOS PARA UM INFARTO FELIZ O AMIGO E O SUICÍDIO, PERGUNTA IDIOTA TOLERÂNCIA ZERO, MULHER ENCALHADA, SIMEÃO E MADALENA ENTRE O SANGUE E O DESEJO E QUAL O SEU TIPO DE CHEFE? Seus livros lançados são Memórias Póstumas de Brás Cubas e a Escrava Isaura em cordel (Nova Alexandria) e O Pequeno Polegar e Branca de Neve em cordel pela (Panda Books). É atualmente selecionador de texto da Luzeiro







Casa dos Cordeis


O Instituto Cultural Casa dos Cordeis é um Espaço cultural criado pelo Poeta Folclorista e Cantador Bosco Maciel, com o objetivo de valorizar a Cultura Nordestina e Brasileira.

Periodicamente são montados Grupos de estudo para coletar peças e documentos que contam a história de nossos Costumes.
clique para ampliarAs Exposições de quadros e de esculturas, são frequentes na Instituição. Tambem são realizados eventos como Folia de reis, Cavalo marinho, Desafios de Cantadores Repentistas e danças regionais.

Os saraus literário-musicais, são realizados aos domingos com a participação de Poetas, Artistas de teatro, Dançarinas, Músicos, onde todos tem a oportunidade de exporem seu talento.

São realizadas também apresentações de música e teatro com artistas da cidade e de todo Brasil.

A Casa dos cordeis fica na Av. Torres Tibagy, 90 - Gopouva - Guarulhos - SP.
clique para ampliarComo chegar:

Para quem vem de Guarulhos deve se dirigir ao cruzamento da Av. Emilio Ribas com a Av. Humberto de Alencar Castelo Branco.

Para quem vem de São Paulo vindo pela Via Dutra, quando chegar ao Shopping Internacional, deve entrar na Av. Guarulhos (sentido Guarulhos), para em seguida acessar a Av. Humberto de Alencar Castelo Branco (sentido Vila Galvão), e seguir até o cruzamento com a Av. Emilio Ribas.

Referências:  1 - Está a 50m do cruzamento da Av. Emilio Ribas com a Av. Humberto de Alencar Castelo Branco. 2 - Está a 60m do SAAE de Gopouva. 3 - É vizinho do LIQUIGÁS de Gopouva.




Expediente: De Segunda a sexta-feira: das 13:00hs as 19:00hs. Aos sábados: das 10:00hs as 18:00hs

Informações: Tel: 11 9780.0958 e_mail: casadoscordeis@gmail.c

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento 

SEMANA DA ÁFRICA 2012


Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento

domingo, 20 de maio de 2012

Posso ler pra você?

MEDIAÇÃO DE LEITURA NO MACEDÔNIA

Fotos: Maria Clara / Texto: João B. A. Neto
Sábado, 19 de maio: equipe do Ônibus-Biblioteca inicia mais um excelente trabalho no Jardim Macedônia:  um bairro movimentado da Zona Sul, com seus moradores bem simpáticos.

Um dos bibliotecários do Ônibus-Biblioteca foi até lá para colocar em prática o seu Projeto: Leitura Em Comércio, com o objetivo de ler em voz alta para quem trabalha no comércio, ao redor da praça, e que não tem tempo de frequentar o Ônibus. A receptividade foi muito boa porque a poesia invadiu um pedacinho da vida dessas pessoas maravilhosas, sem atrapalhar seus trabalhos, claro.

A rotina delas foi quebrada pela delicadeza e pela força da palavra escrita lida em voz alta, com muito carinho. E a ideia de ler poesias, contos, crônicas e outras histórias, em comércios, será levada a outros roteiros dos Ônibus-Biblioteca.

Mas a Mediação de Leitura não parou nos comércios. O dia só estava começando quando crianças, muito interessadas, se aproximaram, como acontece todo sábado no Macedônia.   Elas embarcaram no mundo da leitura. Muitas, além de ouvir, resolveram ler mostrando o livro, numa postura fantástica de grandes mediadores que são! 

Como é maravilhoso observar a fabulosa capacidade de fabular dessas crianças fabulosas, que por meio da Leitura, pelo contado com o Livro, com a Mediação de Leitura Literária, principalmente, serão capazes de ler o mundo também nas entrelinhas, sem perder o espírito imaginativo, lúdico, em qualquer tempo. Que dia iluminado!!!

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento

quinta-feira, 17 de maio de 2012

VIII FANTÁSTICA JORNADA NOITE ADENTRO – ZUMBIS


A noite começará com a apresentação de curtas sobre o tema, seguida por um debate com Rodrigo Aragão, Leopoldo Tauffebach, Alexandre Callari e mediação de Eduardo Santana.

Após a meia-noite, começam as sessões de cinema na Sala Luiz Sérgio Person. Paralelamente, tem início o jogo de RPG Live-Action no andar térreo da Biblioteca. Para jogar é preciso se inscrever com antecedência.
Às seis horas, o evento termina com um café-da-manhã.
18 de maio (sex) – 22h – BP Viriato Corrêa
Pré Jornada
Antes da Fantástica Jornada, haverá um “Workshop de Efeitos Especiais”, com Rodrigo Aragão, para participantes previamente inscritos.
18 de maio (sex) – 20h – BP Viriato Corrêa
Para mais informações, clique aqui

LITERATURA


No dia 18 de maio às 14h30, na BP Raimundo de Menezes, os escritores e quadrinistas Daniel Esteves e Will falarão sobre o processo criativo de sua obra “O Louco, a caixa e o homem”. Saiba mais atividades de literatura nessa semana clicando na imagem.

TEATRO

Lado de Lá
Com Cia Luarnoar
O infantil relata um pouco das histórias africanas contadas a partir das curiosidades e das observações que este povo faz na natureza. Esses questionamentos viraram lendas que revelam a riqueza do povo africano. Livre.
19 de maio (sáb) – 11h – BP Belmonte
20 de maio (dom) – 11h – BP Padre José de Anchieta

Cidade Azul. Cia Truks.
Cidade Azul
Com Cia Truks
O espetáculo conta como nasce e cresce uma amizade entre duas crianças de realidades diferentes: um menino das ruas e uma menina perdida pelas ruas. Livre.
19 de maio (sáb) – 16h – BP Hans Christian Andersen
20 de maio (dom) – 11h – BP Álvares de Azevedo
Leitura encenada do texto “Macaco peludo”
Com Cia. Triptal. Dir: André Garolli
A rica Mildred desce ao porão de navio para conhecer os trabalhadores das fornalhas. Lá conhece o Yank, trabalhador que descobre que Mildred é apenas uma dentre outros, para quem homens como ele são insignificantes.
18 de maio (sex) – 19h30 – BP Alceu Amoroso Lima
A árvore de Clarisse
Com Cia. do Ato. Texto de Sandra Barbosa.
A peça conta a história de um circo simples e empoeirado, onde vive o Palhaço e sua Nega Maluca, a filha Clarisse. Quando o circo é comprado pelo Gavião Trovão que quer roubar a música do mundo e causar uma grande tempestade de trovoadas, o Palhaço pede para Clarisse fugir dali.
18 de maio (sex) – 10h – Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

CIÊNCIAS

Show Científico – Física Divertida
Com Mad Science
Uma apresentação com experiências pra lá de divertidas. As melhores experiências realizadas no programa da TV Rá Tim Bum, mas de um jeito interativo e maluco. As crianças irão se encantar com os mísseis de bicarbonato, soltarão um balão de ar quente e testarão suas habilidades motoras no “Desafio da Inércia”. Livre. 50 min.
23 de maio (qua) – 14h – BP Mário Schenberg

Prof. João Jonas Veiga Sobral.

ENCONTROS

Nova ortografia
O professor João Jonas Veiga Sobral apresentará as principais mudanças propostas pelo Novo Acordo Ortográfico e as ilustrará com exemplos extraídos de mídias impressas e canções populares. Haverá espaço para debate e esclarecimento de dúvidas acerca das novas solicitações. 2h10.
18 de maio (sex) – 15h – BP Sérgio Buarque de Holanda
19 de maio (sáb) – 13h – BP Nuto Sant’Anna

CINEMA

Sessões na Biblioteca Pública Roberto Santos

Mostra “A luta (ainda) continua”
18 (sex) – 15h – A onda
19 (sáb) – 19h – Vinhas da ira
20 (dom) – 16h – Terra em transe
20 (dom) –18h – Crônica de uma fuga
Sessão Nostalgia
23 (qua) – 19h – Almas fumegantes
Na mesma sessão será exibido o documentário “São Paulo em festa” de Lima Barreto, sobre o 4º Centenário da cidade de São Paulo, fotografado por Chik Fowley e produzido pela extinta cinematográfica “Vera Cruz”.
Sessão Infantil
19 (sáb) – 16h – Shrek 2

Filme A culpa é do Fidel.
Mostra “A luta (ainda) continua”
19 (sáb) – 16h – A culpa é do Fidel
20 (dom) – 18h – Fahrenheit 451
Sessão infantil
20 (dom) – 16h – Todos os cães merecem o céu
Sessão Cinefantasy
19 (sáb) – 18h – The revenant

Sessão na Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

Sessão infantil
22 (ter) –15h – Turma da Mônica em: O estranho soro do Dr. X
blogger custom facebook twitter
©2012 BibliotecasSP | Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas. Secretaria de Cultura. Prefeitura de São Paulo | www.bibliotecas.sp.gov.br

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: a Leitura em movimento