Páginas

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

BRASILÂNDIA CULTURAL: EM NOME DA PAZ!

CRIANÇAS EM FESTA:
ÔNIBUS-BIBLIOTECA FEZ PARTE

Fotos: Maria de Fátima / Texto: João B. A. Neto

Orgulhosamente, o nosso amarelinho partiu da Mooca rumo a uma grande festa, em nome da PAZ... 

Era sábado, dia 23 de outubro, o mês das CRIANÇAS. O dia não poderia ter sido mais propício à festas, brincadeiras, desfiles ao ar livre: a PAZ reinou porque foi convidada por todos.

Ela foi o tema da FESTA. E o ÔNIBUS-BIBLIOTECA também estava lá, como convidado! Que orgulho, não? E o orgulho aumentou quando as crianças entraram e se apropriaram de nosso amarelinho. Ele não ficou vazio um só instante. Um grande sinal de que o LIVRO não perdeu seu poder atrativo...

Foi também o grande dia de se expressar, artisticamente, por meio de GRAFITE: a arte embelezadora, em qualquer bairro...


Sob a tranqulidade do bairro, a coordenadora do Ônibus-Biblioteca, Marta Nosé, conhece o entorno ao lado de uma das grandes líderes que lutam por melhorias na região (de blusa rosa)...




Uma cena magistral: o livro nas mãos de uma criança...

O jovem, seu skate e a arte escorrendo de seus dedos, também magistrais...


O espaço da LEITURA: o Ônibus lotado de convidados em busca de livros, narrativas, sonhos pra se sonhar acordado e, num passe de mágica, viver momentos diferentes daqueles que se vive, agora...
Um gesto de CARINHO, de Marta Nosé: o contar histórias. Há momento melhor?...

Os passageiros do FUTURO, grandes homenageados da FESTA: as CRIANÇAS. Elas adoram festas. Elas adoram VIVER. Elas adoram o AMOR, o CARINHO, os CUIDADOS, as BRINCADEIRAS, o RESPEITO, O ACOLHIMENTO, a PAZ, entre milhões de outras necessidades...

Edna Rodrigues, atendente do Ônibus-Biblioteca, colocando o LIVRO diante de tantos olhinhos ávidos por surpresas...


Sem sair do lugar, nosso amarelinho fez com que nossos pequeninos viajassem para reinos distantes, onde a fantasia é o combustível de uma vida cheia de aventuras, suspresas, medos, perdas, ganhos, alegrias. Combustível que não se acaba nem mesmo quando se volta ao mundo real, e até ajuda a enfrentá-lo melhor...


E do lado de fora, a festa toma proporções de uma grande história, com muitos personagens reais...











Personagens de Brasilândia, zona norte de São Paulo, pedindo PAZ, homenageando suas crianças, as crianças do mundo, com uma integração de ritmos, danças, livros, leituras, gingados, mensagens, pedidos, cores, símbolos, significados, expressando suas, nossas tradições...





Um belo dia para semear LIVROS e colher SABEDORIA, a cada dia...









Um belo dia especial para apresentar os símbolos da capoerira, que respeita a tradição, e cumprimentar o mundo, de peito aberto, com gestos de garra, união e força, conceitos importantíssimos nas conquistas e práticas de qualquer povo...




Crianças, jovens e adultos, de Brasilândia, construindo o FUTURO com pedidos de PAZ presente. Todos  colaborando para que PAZ se infiltre nas ruas, vielas, cantos, recantos, lares, avenidas e, primeiramente, dentro de cada um de nós.

E nada melhor que uma grande FESTA para perpetuar a PAZ, onde as palavras de ordem são: divirta-se, cresça íntegro e viva em paz, eternamente feliz!... 


A coordenadora do Ônibus-Biblioteca, Marta Nosé, não levou à Brasilândia apenas um Ônibus cheio de livros. Ela levou um universo de saberes dentro de páginas de livros. E parte desses saberes, ela resolveu compartilhar com as crianças de Brasilândia ao contar histórias, ler para elas, num gesto de CARINHO.


Ela levou diversão, contada em versos e em prosa, uma vez que ela leu poesias, As histórias de Pinóquio, Meus porquinhos, A bruxa Salomé, A girafa que cocoreava. Em cada momento, percebido nas imagens acima, as crianças e Marta fazem gestos de imersão na história. Isso é vivenciar o que está sendo contado.

E viajar nos sons, sentir os significados das palavras nos remetem à imaginação. Imaginar de nosso jeito, sem represálias, sem o tudo pronto...livre de nós mesmos!!!



Brasilândia respeita suas crianças. PARABÉNS!!!

Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: onde se lê por prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário