Páginas

sábado, 19 de junho de 2010

ALONSO ALVAREZ: UMA HISTÓRIA DE AMOR NO ALFABETO.

QUAL É O CONTEÚDO DESTA CAIXA? 

Fotos e texto: João B. A. Neto.
 O poder das palavras...
  
 O poder das escolhas...

 O poder do diálogo...

 O poder transformador do livro, das ideias...

 Ônibus-Biblioteca: prazer em espalhar o gosto pela Leitura...


Sexta-feira, dia 18 de junho, o escritor Alonso Alvarez foi ao Jardim Primavera, zona sul da cidade, para realizar sua Oficina Literária, a qual consiste em apresentar seu trabalho, privilegiando o bom conteúdo de uma boa conversa sobre livros, leitura, além de demonstrar sintonia com o Serviço de Extensão Ônibus-Biblioteca, através de boas dicas.

Em sua bela caixa, ele traz muito mais que uma atividade para se formar palavras. Ele desperta para o grande valor da escrita e da leitura. Alonso trabalha a questão da escolha, seja de letras ou sobre o que se gosta de ler.

E o mais importante: ele traz em sua caixa a importância do diálogo. O diálogo regado por boas dicas de leitura, e pelo próprio livro, com suas histórias e ilustrações, que tanto nos ajuda a diminuir as pressões do cotidiano.

E a equipe do Ônibus-Biblioteca sempre com disposição para viabilizar toda essa magia!

Conheça um pouco mais sobre o trabalho, feito com amor de A a Z, de Alonso Alvarez:

Texto e ilustrações perfeitos!...

Em A paixão de A e Z – Uma história de amor no alfabeto, Alonso Alvarez narra a história de amor entre as duas letras e a dificuldade de estarem juntas, pois além de "morarem" nos extremos do alfabeto, palavras capazes de uni-las não são ditas todo dia. Com os sinais gráficos transformados em personagens, fica menor a distância entre o pequeno leitor e o abecedário. Para ilustrar a história, a editora convidou Marcelo Cipis, que dá corpo a tão abstratos personagens com humor e leveza.

Alonso Alvarez nasceu em São Paulo, capital. É editor da Ficções Editora.


Em 1985 criou e fundou a artepaubrasil. Editou grandes escritores como César Vallejo, Nicolás Guillén, Fernando Pessoa, Jorge Luis Borges, Augusto de Campos, Manoel de Barros, Paulo Leminski, entre outros.


Com a coleção ptyx, em 1991, ganhou o Prêmio Jabuti de Melhor Produção Editorial.


Publicou o livro Hé - Haikais, com Camila Jabur, e ilustrou o livro infantil A lua no cinema, de Paulo Leminski.


Venceu o II e III Encontro Brasileiro de Haikai, 1987 e 1988, da fundação Aliança Cultural Brasil-Japão.


Participou dae várias antologias, entre elas:


100 haicaístas brasileiros, editora Aliança Cultural Brasil-Japão, 1990.


Antologia do haicai latino-americano, editora Aliança Cultural Brasil-Japão, 1993.


Antologia da nova poesia brasileira, editora Hipocampo, org. Olga Savary, 1992.


Em 2005, lançou o livro infantil O Encanto da Lua Nova.
Outras obras do autor:

HÉ - Haikai, com Camila Jabur. (Esgotado)
A lua foi ao cinema, Paulo Leminski / ilustrações: Alonso Alvarez. (Esgotado)
ESTRELAS MADURAS, com ilustrações de Erica Mizutani, pela Editora Ficções. (No prelo)


Fonte: http://www.ficcoes.com.br/livros/apaixaodeaez.html
 
 
Até a próxima parada!
Ônibus-Biblioteca: onde se lê por prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário