Páginas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Oficinas Literárias do Ônibus-Biblioteca: interatividade sobre rodas - Parte III.

O convênio firmado entre Ônibus-Biblioteca e a Liga Brasileira de Editoras - LIBRE, cujo objetivo central é levar diferentes linguagens artísticas aos roteiros de leitura, está cada vez mais atrativo, principalmente quando reúne dois escritores, de linhas produtivas diferentes, em suas oficinas literárias. Nesse caso, ganha o leitor diante de tal diversidade, e a interatividade é o alvo certo...


Exemplos de interatividade: os escritores que realizam as tais "Oficinas Literárias" visam sempre a "participação" e a "produção" em seus encontros, principalmente quando reúnem crianças e adolescentes. Se algum escritor conta uma história, a seguir vem a criatividade em desenhos, fantoches, além de muita brincadeira.

E o mais importante de tudo isso, é que esses profissionais falam sobre o ato de ler, e sobre a importância da leitura na vida de qualquer pessoa. As imagens abaixo dimensionam bem o grau de interatividade entre oficineiros e participantes...
Fotos e texto de João B. A. Neto
Antes de chegar ao roteiro de Vila São José, zona sul,
o Ônibus-biblioteca passou por aqui: paisagem paradisíaca, não? Tudo isso fica bem ali,
 beirando a Represa de Guarapiranga, Av. Atlântica...

Coqueiros, beirando a Represa, sob um sol ameno, nos dão o sinal: o dia será perfeito...


Um dia perfeito para soltar a imaginação,
e criar sob a mediação de um bom escritor.
E isso aconteceu no roteiro de Vila São José,
quando Adriano Messias realizou sua oficina literária.
Os pequenos (de laranja: Bianca, 5 anos de idade, e Gabriel, 3, se misturam entre os maiores)...




Logo depois, entra em cena Marta Martins,
outra boa escritora que leva a criança a Brincar de Verdade...

A partir de histórias, Adriano deixa a imaginação fértil dos pequenos correr livremente. O resultado são criações fas-ci-nan-tes, através de colagens e desenhos...


Marta trouxe Rafael: o boneco de suas histórias.
E o garotinho, sem boné, trazido pelo papai Edson,
também se chama Rafael. Pronto, a festa estava feita.
Houve in-te-ra-ti-vi-da-de!!! E muitos sorrisos, também!!!


Em sentido horário, as crianças: Emília, Yuki, Jaqueline e Larissa. Todos
mostraram seus talentos artísticos, na criação de fantoches...


Os porquinhos são resultados de uma ação interativa.
E Layslan e Graziela (de vermelho) admiraram o que criaram.
Escritores, livros, leitura, arte e crianças, criaram "Um dia perfeito"...


Contato com Adriano Messias: http://adrianomessiasescritor.blogspot.com/





Até a próxima parada!!!

Ônibus-Biblioteca: onde se lê por prazer.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir